Beneficiamento de Minérios Rio Claro

Cargas minerais em tintas de epóxi

Postado em 19 dez 2014


Coating de Epóxi

Coatings e tintas de epóxi são muito usados para evitar a corrosão em diversos tipos de pintura. Eles podem ser aplicados eletrostaticamente como tintas em pó, o que dá muita versatilidade em sua aplicação. Além disso, estes coatings de epóxi são capazes de promover uma ótima aderência em superfícies metálicas, tornando-os ideais para uso como primers ou camadas intermediárias.

Os coatings e tintas de epóxi, apesar de amplamente utilizados, podem apresenta algumas características indesejadas. Eles, por exemplo, sofrem uma grande degradação provocada pelos raios UV, tornando-se amarelados e quebradiços. Além disso, sua aplicação pode ser restrita em peças que serão submetidas a temperaturas mais altas.

Diversos fillers, ou cargas minerais, tem sido usadas para resolver estes problemas e também melhorar os pontos positivos dos coatings de epóxi. Cargas reativas ou inertes são capazes de barrar a permeabilidade de ácidos, aumentando a durabilidade dos coatings. Um exemplo clássico é o uso do óxido de titânio, que pode barrar a radiação UV e também diminuir a permeabilidade de certos ácidos.

O quartzo moído também é uma boa alternativa de carga mineral para coatings de epóxi. A sua aplicação na forma de pó, faz com que muitas vezes melhore-se a aderência da tinta sobre a superfície metálica. Isso acontece devido aos pós proporcionarem uma rugosidade mais adequada, tanto na peça, quanto no coating, tornando ambos mais aderidos. As partículas de quartzo também fazem com que a reologia após a secagem seja mais favorável, melhorando a flexibilidade e duração da tinta.

A BMRC produz pó de quartzo em diferentes granulometrias, capazes de serem usados como carga mineral nessas aplicações. Seu custo é relativamente menor frente à outras opções (como calcitas, caulim e o óxido de titânio) e os resultados de sua aplicação podem ser muito interessantes. O pó é produzido em diversas granulometrias, até com partículas menores que 30 microns, o que o torna ideal para modificar a reologia de matrizes de epóxi e outros tipos de polímeros. Entre em contato conosco para mais informações ou para solicitar amostras para testes.

Postar comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>