Beneficiamento de Minérios Rio Claro

Cargas Minerais para Primer

Postado em 5 dez 2013

Primer

Neste post vamos falar um pouco mais sobre cargas minerais para a indústria de tintas, em específico para os primers, ou tintas primárias.

Como todos já sabem, o primer é aquela primeira tinta que aplicamos em uma superfície para ser pintada, antes das demãos de tinta propriamente ditas. O primer tem várias funções, sendo as mais importantes melhorar a aderência da tinta com o substrato, manter uma compatibilidade de cor e proteger o substrato contra o desgaste. Ao pintar concreto e madeiras, também é esperado que o primer reduza a porosidade da superfície para a aplicação da tinta.

Geralmente, os primers contém uma boa quantidade de cargas minerais. Essas cargas geralmente apresentam uma granulometria mais grossa do que aquelas aplicadas nas tintas, de maneira a aumentar a rugosidade do substrato após a sua aplicação. Em vista disso, minerais mais finos, como o caulim e outras argilas são muitas vezes substituídos por calcita ou pó de quartzo (por estes estarem disponíveis em granulometrias mais grossas).

É muito importante também que a carga mineral a ser utilizada apresente uma boa dispersão da matriz, fazendo com que o primer fique opaco e que o mesmo não reaja com o substrato. O pó de quartzo neste sentido é muito interessante, pois ele dispersa bem a maioria das matrizes para primers, necessitando de emulsificantes apenas para as granulometrias mais grossas.

A BMRC fornece o pó de quartzo em diferentes granulometrias com preços que variam de 230 à 580 reais por tonelada. Por suas características químicas, seu efeito protetor no substrato e seu custo reduzido, o quartzo acaba sendo uma das cargas minerais mais populares em primers. 

    4 Comentários

  1. Murilo, bom dia!

    Você não queria dizer dispersantes em vez de emulsificantes no texto sobre “Cargas Minerais para Primer”?

    Francisco

    6 de dezembro de 2013

    • Olá Francisco,

      A emulsificação é uma das possíveis maneiras de dispersar. Como você bem lembrou, podem haver outras estratégias também.

      Obrigado pelo comentário!

      admin

      6 de dezembro de 2013

  2. Boa tarde, qual a variação granulométrica da carga mineral? Existe especificações de granulometria e composição distintas das cargas minerais para aplicações distintas? Quais seria?
    Obrigado

    Marco Salgado

    11 de dezembro de 2013

    • Olá Marco,

      Bom, este problema depende muito da aplicação mas também depende bastante do restante da formulação. A matriz do primer é uma característica que vai afetar bastante sobre qual granulometria se usar, bem como quais são os outros componentes minerais que está colocando no primer.

      Se você quer, por exemplo, opacificar a sua mistura, um quartzo com granulometria mais fina vai ser melhor, uma vez que ele vai estar mais disperso. Se você já usa um mineral bem fino, como por exemplo o caulim e quer substituí-lo, é mais interessante usar este tipo de quartzo.

      Agora, se sua preocupação é fazer com que o primer aumente a rugosidade de uma superfície, você pode usar ele na malha 200 ou 325, entretanto muito provavelmente não vá poder retirar completamente o caulim da formulação.

      Abraços,
      Murilo

      admin

      11 de dezembro de 2013

Postar comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>